quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Eu nunca li sua carta

Porque eu sabia o que iria dizer.

Tentando me dar aquela resposta

Tentando fazer parecer tudo bem...

Dói saber que eu nunca estarei lá?

Aposto que é uma droga ver meu rosto em todo o lugar!

Foi você que quis terminar da maneira que fez

Eu fui a última a saber...

Você sabia exatamente o que iria fazer

Não diga apenas que você perdeu o rumo

Ela pode acreditar em você

Mas eu... Nunca acreditarei!

Nunca mais!

Se ela realmente sabe a verdade,

Ela te merece.

Uma esposa como troféu, oh que fofo!

Você me escreveu em uma carta

O que não teve coragem de dizer na minha cara...

Um comentário:

Nó! disse...

coisas complicadas...